Páginas

segunda-feira, 7 de março de 2011

E decidi que a vida logo me daria tudo, se eu não deixasse que o medo me apagasse no escuro ♫


     E realmente, não são os problemas que enfrentamos todos os dias que nos impede de ter o que desejamos, ou de ver os resultados que queríamos ver.   É bem mais simples que isso.  O mais irritante é essa parte: É simples.  Por que? Porque são nossas ações, nossos pensamentos, qualquer movimento que parta de nós mesmos nos paralisa. Na maioria das vezes, não há nada nem ninguém no nosso caminho nos impedindo de algo, além de nós mesmos.


    É muito engraçado, isso. Ás vezes só precisamos de nós mesmos para nos atrapalhar, e outras de nós mesmos para nos salvar. Bom, nem sei se concordo mesmo com a segunda parte da afirmação. É que, nem sei se conseguimos por inteiro nos salvar sozinhos, afinal, é impossível ser feliz sozinho .  Claro, óbvio que há situações em que devemos agir sozinhos, ninguém tem dúvidas sobre isso, mas não é à toa que temos outros individuos de mesma espécie. É justamente por ter outras pessoas a nossa volta, que permanecemos vivos. Não, não estou dizendo que sempre dependemos de alguém, estou dizendo que precisamos de apoio.


   A verdade é que os outros existem para nos salvar de nós mesmos nos amando.  Porque às vezes, a maior prisão na qual nos predemos, somos nós mesmos, e sempre tem alguém que chega com as chaves para nos libertar. 


  O medo é um emaranhado de correntes e cadeados fechados que prendem você, privando-o da sua própria vida, das próprias escolhas, por medo de errar, medo de se arrepender, medo de sofrer (nota: esse ''você'' é mais ''eu'' falando ''comigo mesma''), medo de tudo, de todos, e de si. Fugimos desses medos quando nos arriscamos. O problema é que nos arriscamos apenas com pequenas coisas, nos desviando daquilo no que realmente queríamos nos arriscar. Por...é, pois é, medo, é sempre isso, incrível, não?


  Podemos nos coçar de vontade de mergulhar fundo seja lá no que for, mas se vier o fantasma do medo  para nos apagar no escuro, por favor, tenha em mãos uma lanterna, quer, goste ou não, a única chave para vencer o medo, é vencer os próprios labirintos mentais e por a mão na massa.
 
  Você domina sua mente? Ou sua mente domina você? É assim, a partir de quando nos tornamos mais conscientes dos nossos medos e das nossas angústias, do que há a nossa volta, fica mais fácil tomar decisões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário