Páginas

sexta-feira, 4 de março de 2011

Sem rádio e sem notícia das terras civilizadas (?)

       Saturei de ver aquelas imagens na TV de pessoas morrendo, tragédia, e mais tragédia. Ou se não for isso, aquelas notícias que pouco acrescentam na vida de uma pessoa, tipo a aposentadoria de um jogador.    Não, não assisto TV, mas não moro só, e de vez em quando tem pessoas que me torturam ligando.

       Saturei mais ainda de ver aquelas novelinhas toscas que mais servem apenas para dar maus exemplos para nossa sociedade (quero dizer, parabéns, hein, midia?). Não, dá vontade de rir, mas é rir de vergonha.

       Eu não sinto falta de nada disso. Muitas pessoas podem até me tachar de desinformada por não ver os telejornais, ou não saber da "última", e não sei mais o quê que todo mundo viu, e que tá falando, e eu não vi. nem faço questão. Me sinto muito melhor assim. Preserva minha mente, livre de negatividades, ou outras coisas que trituram a sanidade do homem.

      Prefiro 1 milhão de vezes ver notícias na internet a ter de aguentar toda uma sessão de horror em um telejornal só para ver a noticia que quero. Prefiro muito mais selecionar o que vejo por ai. Então, sou mais ser desinformada que ter a energia sugada por horrores e mais horrores que insistem em transmitir para o mundo inteiro. Muito melhor é saber do que me interessa, e não ter de ver, ouvir ou ler sobre essas coisas só para me tornar mais uma pobre mortal a dizer: "Pois é, eu vi aquilo. Que coisa, não?"

   Prefiro estar na minha e dizer: "Não, não vi, mas prefiro não olhar para isso. Não me faz bem"

  Aliás, não faz bem para ninguém, certo? Só que ninguém volta a atenção para essa coisa que acontece. Essas coisas adoecem o homem até mesmo sem que ele perceba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário