Páginas

sábado, 17 de março de 2012

O Coração tem dessas coisas...

Ás vezes eu queria saber qual é a desse mundo. Você tenta de todo jeito mostrar que consegue sorrir apesar de tudo e de vez em quando eu penso que a necessidade que temos de fazer isso só serve para afastar aquelas interpretações que tanto te machucam. Nunca queremos decepcionar quem amamos e nem estimulá-las a fazer aquele tipo de comentário falando que você está se deixando abater muito facilmente ou que você não está esforçando o suficiente para que as coisas melhorem. Mas quando as coisas pesam demais sobre você, tudo o que se quer fazer é recuar. Eu não acho demais pedir só um tempo para recuperar o fôlego, descansar a mente. Não é desistir, nem se abater. Embora eu tenha respondido de forma errada às chamadas de atenção. É que ninguém sabe ser incansavelmente forte.
Eu não sei. E quando tudo começa a tirar meu ar, é que eu percebo que é a hora de rever tudo aquilo que falta e o que não funciona. Não acho demais pedir para respeitar meu declínio de curta duração, já que tenho plena consciência de que ainda não acabou e igualmente eu ainda não baixei a cabeça. Enfim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário